Mota-Engil anuncia venda de participação na Tertir por 275 milhões

0

A semana começou com a notícia de que a Mota-Engil e o Novo Banco estariam a avaliar várias propostas de compra das suas participações no grupo Tertir, uma corrida na qual o grupo turco Yildirim se vinha destacando, sendo apontado como o provável comprador. A confirmação oficial surgiu ontem, na forma de dois comunicados.

A Mota-Engil anunciou a venda da sua posição da Tertir aos turcos da Yildirim, por um montante de 275 milhões de euros. Também o Novo Banco anunciou a venda da sua participação de 37% nas mesmas condições acordadas pela construtora, mas sem revelar o montante do encaixe.

Segundo um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo liderado por António Mota e Gonçalo Moura Martins esclarece que a transacção envolve a totalidade dos terminais portuários que o grupo gere em Portugal, Espanha e Peru, além da venda da empresa de transitários Transitex.

“Esta venda segue-se à decisão estratégica de sair do segmento portuário, a par do recente fortalecimento da posição do grupo no segmento de gestão de resíduos, através do qual, após a recente integração da EGF, pretende basear a expansão internacional da actividade de ambiente e serviços”, explica o grupo Mota-Engil no referido comunicado.

A Mota-Engil adianta que o ‘cash’ resultante desta alienação “permitirá ao grupo optimizar a reforçar a estrutura de capitais, em linha com a estratégia financeira delineada”.

O Diário Económico noticiou em Junho que esta operação estava em curso.

Por: Nuno Miguel Silva | Fonte: Diário Económico | Fonte (imagem): Tertir

Proteja os seus veículos: torne-os localizáveis.

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply