Uber quer fazer às transportadoras o que fez aos táxis

0

Para além do contributo tecnológico, a Uber também quer competir com as empresas de transporte de mercadorias. A empresa adquiriu a fabricante de camiões autónomos Otto e já dispõe de autorizações para efetuar transportes de carga nos EUA.

A Uber, como é seu apanágio, quer controlar rapidamente o setor, tendo iniciado contactos com empresas de logística, frotas de camiões e motoristas independentes. Para além disso, a empresa pretende expandir a sua atual frota de camiões, passando de 6 para 15 veículos.

Para além do contributo tecnológico, a Uber também quer competir com as empresas de transporte de mercadorias, através da aquisição da fabricante Otto

O domínio dos veículos autónomos no setor da distribuição e logística não será para breve. Mas a verdade é que esse cenário já esteve mais longe. Os contactos estão a ser acionados, a tecnologia desenvolvida.

Será que a Otto conseguirá destronar as principais transportadoras? Será que se vai aliar a elas? Não sabemos, mas a julgar pela o impacto que a ação da Uber teve no segmento de transporte de passageiros … algo poderá mudar, também, no transporte de mercadorias.

Fonte: TVI 24 (adaptado)

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply