Tempos de descanso abrem guerra entre Governo francês e transportadoras

0

A nova interpretação do regulamento comunitário sobre a utilização do tacógrafo, nomeadamente no que diz respeito aos tempos de descanso, está abrir uma guerra entre o governo francês e as transportadoras estrangeiros.

As autoridades francesas estão, desde o início deste mês, a multar situações de excesso de tempo de condução por parte dos motoristas de pesados que não realizem pausas de 45 minutos, com o veículo parado, após 4h30 de condução.

As transportadoras alegam que estão a perder cerca de 20% das horas efetivas de trabalho.

Críticas:                                                                                                                                                

A associação espanhola Fenadismer já solicitou à Comissão Europeia que se pronuncie sobre o assunto, indicando que se a França estiver a atuar de acordo com a legislação comunitária, as empresas que operem com dois motoristas “verão a sua atividade diária afetada em cerca de 20% de redução das horas efetivas de trabalho”.

A também espanhola Astic vai mais longe e acusa o governo francês de “distorcer o Regulamento 561 de forma obscurantista para prejudicar os transportadores estrangeiros” e denuncia que Executivo e os transportadores franceses “compactuaram há um ano esta reinterpretação em segredo, sem avisar ninguém”.

A Astic avisa, por isso, que vai, através da IRU – União Internacional dos Transportes Rodoviários, denunciar esta “grave situação” junto da Comissão Europeia e do governo francês, além de outras instituições e associações internacionais do sector dos transportes.

Fonte: Transportes & Negócios

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply