Sindicato dos pilotos considera processar TAP por gestão danosa

0

Em entrevista para a edição de hoje do Diário Económico, o presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) acusa a administração da TAP de prejudicar a companhia de transporte aéreo e considera a hipótese de a levar a tribunal por gestão ruinosa. Manuel dos Santos Cardoso fala também sobre a greve de dez dias marcada para maio, adiantando que só será desconvocada quando o Governo e a TAP decidirem honrar os compromissos que assumiram com os pilotos”. Em causa estão exigências feitas pelos pilotos aquando da negociação mantida em dezembro com a administração e o Governo, as quais, segundo o SPAC, não estão a ser cumpridas.

O presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), estrutura que convocou dez dias de greve a partir de 1 de maio, acusa a administração da TAP de gestão ruinosa. Em entrevista escrita ao Diário Económico, Manuel dos Santos Cardoso afirma que o recurso aos tribunais contra a gestão da companhia aérea é uma “possibilidade”.

“O que tem prejudicado gravemente a TAP é a gestão ruinosa desta administração, com a conivência e o beneplácito dos sucessivos governos. Danos superiores a 800 milhões já deveriam ter suscitado uma reação do acionista ao que se tem passado na última década e o respetivo apuramento de responsabilidades”, sublinha.

Os pilotos dizem que a reposição das diuturnidades suspensas e o cumprimento do acordo de 1999, segundo o qual exigem receber uma fatia de 20% da empresa, foram contemplados na negociação de dezembro. E que a greve “é desconvocada quando o Governo e a TAP decidirem honrar os compromissos que assumiram com os pilotos”, avisa, Manuel dos Santos Cardoso.

Sobre o processo de privatização, o presidente do SPAC diz que não houve nem foram pedidas reuniões com os potenciais compradores da TAP, mas sustenta que “Governo e TAP têm de honrar os seus compromissos para que os potenciais compradores saibam, em toda a sua dimensão, as responsabilidades da empresa em que pretendem investir”.

Fonte: Jornal de Negócios

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply