Scania vai testar camiões elétricos em estradas públicas com pantógrafo

0

A Scania irá começar a testar camiões híbridos no próximo ano. A decisão surge na sequência da aprovação de apoios ao projeto Estrada Elétrica Gävle, lançado pelo governo sueco. Os veículos pesados utilizados pela Scania possuem tecnologia desenvolvida em parceria com a Siemens. O troço destinado aos testes está a ser construído na Suécia, na autoestrada europeia 16.

A Scania irá começar a testar camiões elétricos em estradas públicas, em fevereiro de 2016, na sequência da aprovação do apoio ao projeto ‘Estrada Elétrica Gävle’, por parte da Administração de Transportes da Suécia. O projeto irá procurar demonstrar e avaliar a tecnologia condutiva, que envolve a transmissão elétrica por linhas suspensas por cima de veículos equipados com um pantógrafo para recolha de energia.

O investimento no projeto ‘Estrada Elétrica Gävle’ enquadra-se no objetivo do Governo sueco de ter nas estradas uma frota de veículos eficientes do ponto de vista energético até 2030. O projeto consiste num financiamento público de 8,2 milhões de euros em cofinanciamento de 5,12 milhões de euros por parte da comunidade empresarial e da região de Gävleborg.

Os camiões da Scania vão transportar mercadorias numa estrada de teste, com uma extensão de dois quilómetros, que está a ser construída entre o porto de Gävle e Storvik, ao longo da autoestrada europeia 16. Os camiões serão equipados com uma motorização híbrida / elétrica desenvolvida pela Scania. A energia será transferida para os camiões através de um pantógrafo montado por detrás da cabina. Esta tecnologia tem vindo a ser desenvolvida pela Siemens, que desde 2013 tem efetuado testes de camiões eletrificados em conjunto com a Scania no seu centro de pesquisa localizado nos subúrbios de Berlim.

Esta tecnologia permite manter a flexibilidade do camião de transporte de mercadorias, uma vez que pode utilizar eletricidade ou operar como um híbrido. A principal vantagem traduz-se numa redução de até 80% nas emissões de combustível fóssil. Os custos de operação também serão inferiores porque é necessária menos energia, já que a eficiência do motor elétrico é superior e, por outro lado, o custo da energia elétrica é inferior ao do gasóleo.

Por: Carlos Moura | Fonte: Transportes em Revista | Fonte (Imagem): Scania CV AB

Aumente a segurança do transporte de carga com a ajuda da localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply