Scania apresenta o seu primeiro camião híbrido Euro 6

0

A Scania apresentou o seu primeiro modelo de camião híbrido Euro 6 para distribuição urbana. Com início de produção marcado para o terceiro trimestre do próximo ano, o pesado será disponibilizado com cabina P ou G e utilizará um motor de nove litros, de cinco cilindros em linha e 320 cv que pode ser alimentado a gasóleo ou com combustíveis alternativos, como o Biodiesel FAME ou o biocombustível HVO (óleo vegetal hidrotratado).

O Scania R 520 6x4 tipper alimentado a HVO. (Fotografia de Peggy Bergman.)Uma das grandes vantagens do biocombustível HVO, cujo uso nos modelos Euro 6 foi aprovado esta semana pela Scania, nestes híbridos é o facto de lograr uma redução de até 92% nas emissões de dióxido de carbono e de 18% nos custos de exploração em contexto de distribuição urbana, transporte regional ou recolha de resíduos sólidos.
O protótipo do camião híbrido Euro 6 foi revelado recentemente pela Scania perante a imprensa num seminário sobre transporte sustentável e combustíveis alternativos que teve lugar na Suécia. Este camião de distribuição urbana possui um sistema híbrido paralelo, composto por um motor elétrico de 150 kW (201 cv) e um binário de 1.050 Nm, situado entre a caixa de velocidades automatizada Scania Opticruise de dois pedais e a embraiagem. É dotado de uma bateria de iões de lítio com capacidade de 5 kWh, mas está disponível numa capacidade útil de 1,2 kWh apenas, por forma a prolongar a longevidade do equipamento.

O primeiro camião híbrido Euro 6 da marca, um Scania G 320 6x2 Highline, transportando um contentor em Södertälje, na Suécia. (Fotografia de Dan Boman.)A marca sueca diz ter escolhido não maximizar a distância de condução em modo exclusivamente elétrico e restringir a autonomia a dois quilómetros em terreno plano e carregando um peso de até 15 toneladas porque entende que essa autonomia elétrica, embora algo modesta, é o bastante para garantir a distribuição nas zonas de emissões zero das cidades ou em período noturno, já que o nível de ruído é muito baixo.

O Scania R 490 4x2 Topline, alimentado a biodiesel, atravessa uma ponte em Djurö, na Suécia. (Fotografia de Johan Bjerke.)O arranque do camião é sempre feito em modo elétrico e o veículo pode ser conduzido exclusivamente nesse modo (Silent Mode) a uma velocidade até 45 km/h. Uma vez atingida essa velocidade, entra em funcionamento o motor de combustão do camião. O carregamento da bateria é feito com recurso ao sistema de regeneração da energia cinética e também através do motor de combustão, por meio da função Charge, uma operação que demora pouco mais de cinco minutos e é ativada pelo motorista ao premir um botão na consola.

O primeiro camião híbrido da Scania possui sistema Scania Eco-Roll, o qual contribui para a economização de combustível, já que desliga o motor de combustão em rolamento. Também os custos de exploração são menorizados graças à potência adicional conferida pelo motor elétrico, que contribui para tornar a condução mais agradável, possibilitando operações mais suaves e uma engrenagem mais veloz e inteligente.

Vigie os consumos e percursos dos seus veículos de distribuição com a localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply