Scania estuda a relação dos camionistas com sons de aviso

0

A interação entre veículos e camionistas é cada vez mais importante e necessária. Nesse sentido, a Scania tem vindo a investigar o modo como os condutores reagem a estímulos, como sons ou luzes. No fundo, e o que a Scania quer perceber, são os estímulos que têm mais impacto nos condutores, que os levam a reagir de forma mais instintiva e natural.

Através da análise da atividade cerebral, a equipa de investigação da Scania desenvolveu um projeto que consistia na análise da atividade cerebral de 16 camionistas durante 25 minutos. Todos os camionistas percorreram o mesmo trajeto.

A interação entre camiões e camionistas é cada vez mais importante. Daí que se investigue o modo como os condutores reagem a estímulos, como sons ou luzes

“O som de aviso prepara o condutor para adotar ou evitar uma ação” refere Christiane Glatz, membro do Instituto de Neurociência Cognitiva Max Planck. Para a cientista “Um bom som de aviso deve ser compreendido imediatamente e sem nenhuma ambiguidade. Os comandos verbais podem até ser compreendidos de forma clara, mas exigem mais recursos mentais do que as sinalizações com as quais estamos mais familiarizados. Por exemplo, nós reconhecemos imediatamente a sirene de uma ambulância e a sua afinação indicia a direção para onde se dirige.

A Scania acredita que estes testes poderão melhorar as suas conclusões relativamente à relação entre camionistas e sons de alerta. Assim a relação camionista/camião ficará mais harmoniosa.

Vigie os percursos e consumo de combustível dos camiões da sua frota com a geolocalização. 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply