Ryanair esteve à beira de perder 4,6 milhões em esquema fraudulento via banco chinês

0

Uma “transferência eletrónica fraudulenta” realizada na passada semana através de um banco chinês fez desaparecer 5 milhões de dólares (4,6 milhões em euros) de uma conta da Ryanair. A operação prometia criar alguns problemas de liquidez à companhia de transporte aéreo irlandesa no espaço de segundos mas foi detetada a tempo. O dinheiro está agora congelado e o caso a ser investigado pelas autoridades irlandesas e asiáticas.

A Ryanair foi vítima de um esquema criminoso que retirou cinco milhões de dólares (4,6 milhões de euros) de uma das suas contas bancárias.

O dinheiro foi retirado de uma conta da Ryanair na semana passada através de uma transferência eletrónica via um banco chinês, conforme avança o jornal Irish Times esta quarta-feira, 29 de abril.

“A Ryanair confirma que investigou uma transferência eletrónica fraudulenta através de um banco chinês na semana passada”, disse a companhia aérea irlandesa em comunicado.

“A companhia tem estado a trabalhar com os seus bancos e as autoridades relevantes e sabe que os fundos foram agora congelados”, disse.

Neste momento ainda não é possível precisar como é que funcionou o esquema ou quem são os responsáveis.

No comunicado, a transportadora presidida por Michael O’Leary (na foto) disse esperar que os “fundos sejam pagos no curto prazo e tomou medidas para assegurar que este tipo de transferências não possam ocorrer”.

Este dinheiro estava denominado em dólares que servem para a transportadora celta comprar combustível para os aviões Boeing 737-800.

O esquema está a ser investigado pela agência policial irlandesa Criminal Assets Bureau em cooperação com as suas congéneres asiáticas.

Fonte: Jornal de Negócios

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply