Protestos por causa de muro que separa migrantes de camionistas

0

A decisão de construir um muro que separe o campo de migrantes de Calais da auto-estrada que lhe é próxima, está a ser tudo menos pacífica. Recentemente um grupo de migrantes e de ativistas insurgiu-se contra esta decisão do governo britânico, obrigando mesmo a intervenção das autoridades policiais.

A construção do “Muro de Calais” ao longo da estrada que dá acesso ao porto daquela localidade no norte de França, perto do canal da Mancha, deve-se às constantes queixas de camionistas. Os profissionais da estrada sentem que a sua segurança não está salvaguardada, repetindo-se os relatos de ataques de migrantes.

Arrancaram ontem as obras de construção do muro de Calais (norte de França), que têm como objetivo impedir o acesso de migrantes às autoestradas que ligam esta região ao Reino Unido.

Estes ataques ocorrem, sobretudo, devido ao desejo de chegar ao Reino Unido. Os migrantes encaram os veículos pesados como uma oportunidade de chegaram a uma terra com mais oportunidades de trabalho e como uma fuga às pobres condições de vida dos campos de migrantes.

Segundo o jornal britânico Express, alguns migrantes utilizam barras e facas para ameaçarem os camionistas e assim forçarem a entrada nos veículos.

O novo muro será anti-intrusão e anti-ruído, sendo composto por” painéis de betão armado, encaixados em suportes metálicos, e estará equipado com câmaras de vigilância e de um sistema de iluminação.” revelou o Diário de Notícias.

Fonte: Express | Fonte (imagem): Reuters

Siga os percursos da sua frota de pesados por terras francófonas e em mais de vinte países europeus – saiba como aqui. 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply