Protestos de suinicultores terminam com violência e detenções

0

Terminaram só por volta das 01:30 da manhã de hoje, os intensos protestos de meia centena de suinicultores que cortaram a Estrada Nacional 1 e se envolveram em confrontos físicos com a GNR, levando à detenção de dois manifestantes, um deles apresentava ferimentos ligeiros.

Os manifestantes estão contra a alegada utilização de carne suína espanhola nos produtos da indústria do setor em Portugal.

O protesto teve início às 14h:00 de terça-feira, ainda de forma pacífica, com a realização de uma reunião entre o gabinete de crise dos manifestantes e a administração da empresa Carnes Nobre, uma das maiores indústrias de produtos transformados.

Após a reunião, que terminou perto das 19h00, dois dos manifestantes saltaram o muro numa tentativa de invadir a fábrica, tendo inclusivamente entrado em confronto com elementos do Pelotão de Intervenção Rápida do Comando Territorial da GNR, que procederiam à sua detenção.

Terminaram por volta das 01h:30 , os protestos de meia centena de suinicultores que cortaram a Estrada Nacional 1 e se envolveram em confrontos com a GNR

Terminaram por volta das 01h:30 , os protestos de meia centena de suinicultores que cortaram a Estrada Nacional 1 e se envolveram em confrontos com a GNR

O grupo de suinicultores exigiu a demissão do Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, entoando palavras de ordem. Os manifestantes cortaram a passagem do trânsito, com a utilização de camiões, tendo despejado brita numa das faixas de rodagem, impedindo a circulação de veículos durante cerca de meia hora.

Os protestos prolongaram-se durante a madrugada, tendo os suinicultores desmobilizado sob a garantia de que um dos detidos seria libertado, admitindo inclusivamente voltar ao protesto às primeiras horas da manhã caso tal cenário não se verifique.

Fonte: Notícias ao Minuto (adaptado)

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply