Portugal receberá incentivo europeu na ordem dos 150.000 euros, destinado ao uso de GNL no transporte de mercadorias

0

Menos poluente e mais barato, o uso generalizado de Gás Natural Liquefeito (GNL) pode ajudar a mitigar o volume total de emissões poluentes. A Comissão Europeia quer, por isso, incentivar a escolha de tal combustível como alternativa. Com esse fim em vista, destinará o valor de 150.000 euros a Portugal para que desenvolva políticas a favor da utilização de GNL no transporte rodoviário. A verba está integrada num programa mais lato, o RTE-T.

A Comissão Europeia, através do programa RTE-T (Redes Transeuropeias de Transportes), vai destinar a Portugal “mais de 150.000 euros ao desenvolvimento de políticas nacionais de desenvolvimento para a utilização de gás natural liquefeito (GNL) no transporte rodoviário”, de acordo com uma nota publicada esta quarta-feira, 25 de Fevereiro.

O comunicado realça que este combustível é “mais ecológico e barato”, o que poderá ajudar a reduzir as emissões de poluentes.

“Esta iniciativa faz parte de um projeto mais vasto que visa o desenvolvimento de um plano de ação integrado no domínio da energia para a diversificação do combustível no sector dos transportes”, acrescenta a mesma fonte.

“O projeto conta com o apoio de intervenientes do sector público, fornecedores de energia, fabricantes de automóveis, empresas de transporte de mercadorias, assim como de organizações fortemente empenhadas em projetos importantes de GNL”, explica.

“A data prevista de conclusão do projeto é 31 de dezembro de 2015”, conclui.

Fonte: Jornal de Negócios

O preço do combustível é determinante para a rentabilidade e otimização dos gastos da sua frota, mas também os sistemas de localização de GPS podem sê-lo. Para saber como, visite esta página.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply