Porque que é que a Suécia é tão bem sucedida nos camiões?

0

Com uma população de 9 milhões e meio de habitantes, a Suécia é um dos países que lidera a construção mundial de veículos pesados, com marcas icónicas como a Volvo Trucks ou a Scania (que atualmente pertence ao grupo Volkswagen).

Não deixa de ser intrigante que um país com tão poucos habitantes consiga ter uma influência tão grande no setor automóvel, habitualmente liderado por países como a Alemanha, França, Reino Unido ou Japão. O site Owner/Driver, foi até à Suécia para falar com Claes Nilsson, Diretor-Geral da Volvo Trucks, no centro de testes de Gotemburgo. O objetivo?! Qual é o segredo sueco?

A Suécia é um dos países que lidera a construção mundial de veículos pesados, com marcas icónicas como a Volvo Trucks ou a Scania. Qual é o segredo ?

Claes Nilsson explicou os principais fatores que fizeram da Suécia um país tão determinante para o fabrico de veículos pesados.

  1. Orientação para o mercado externo – “Em primeiro lugar somos um país pequeno, com apenas 10 milhões de habitantes”, Nilsson adianta” Nós tivemos que nos orientar para o mercado externo desde o inicio, porque o nosso mercado doméstico é muito pequeno, se comparado com o alemão, com o francês ou o americano”.
  2. Manter os amigos por perto e os inimigos ainda mais – “Em segundo lugar … a competição saudável que existe entre ambas as empresas (Volvo e Scania) Eu acho que isso foi extremamente benéfico para ambas as empresas” “O respeito que existe nesta competição interna entre nós, motivou-nos sempre para melhorar”
  1. A Guerra passou ao lado – “O facto de a Suécia ter adotado uma posição neutral durante a Segunda Guerra Mundial, fez com que a indústria do país não ficasse destruída”

“Por isso, quando os mercados se voltaram para a Suécia, nós tivemos a sorte de ter a maquinaria preparada para responder rapidamente á procura, sendo que nós e as outras empresas suecas beneficiamos dessa situação”

Fonte: Owner/Driver (adaptado)

Siga os percursos da sua frota de pesados por terras francófonas e em mais de vinte países europeus – saiba como aqui.

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply