O maior túnel ferroviário do mundo diz adeus a um milhão de camiões

0

Só estará totalmente operacional em Dezembro, mas o maior túnel ferroviário do mundo, o túnel de Saint-Gotard, na Suíça, promete alterar o mapa de transportes do eixo Norte-Sul da Europa, retirando de circulação cerca de um milhão de camiões por ano.

O túnel Saint-Gothard vai assegurar a ligação entre o Norte e Sul da Europa, contornando o obstáculo dos Alpes suíços, algo que para o diretor federal dos transportes, Peter Fueglistaler, “faz parte da identidade suíça”

O objetivo é sobretudo descongestionar as estradas, desviando o transporte de mercadorias do eixo Reno-Alpes, que vai de Roterdão, próximo do Mar do Norte, a Génova, no Mediterrâneo.

O túnel estende-se por cerca de 57 quilómetros, e permitirá satisfazer uma grande ambição política: Escoar uma boa parte do transporte rodoviário de mercadorias para a linha férrea.

Diariamente estima-se que sejam efetuadas 260 ligações para mercadorias a uma velocidade de 100 km/hora, e 65 ligações para passageiros, num máximo de 200 km/hora. Até 2020, o tráfico de mercadorias entre Roterdão e Génova deverá aumentar 20%, e 15 mil pessoas farão o trajeto diariamente, contra as 9 mil atuais, esperam os caminhos-de-ferro suíços.

Fonte: Transportes & Negócios e Jornal Construção (adaptado)

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade e Ambiente

Leave A Reply