Em menos de uma década teremos camiões autónomos a operar na Europa

0

No prazo de 5 a 10 anos, os camiões autónomos terão capacidade para substituir os veículos tradicionais. Esta é, pelo menos, a convicção demonstrada por Jens Bjoern Andersen, diretor da DSV A/S, uma das maiores empresas de transporte do mundo.

O responsável da empresa dinamarquesa revela que faltam apenas “alguns passos legislativos e, na melhor das hipóteses, um pequeno ajuste na tecnologia” para que se verifique esta mudança.

Apesar do otimismo, persistem dúvidas quanto a este cenário. Existem muitas questões relacionadas com a segurança e viabilidade dos serviços ou a eliminação de postos de trabalho.

Vantagens?! Onde?

Andersen afirma que a principal vantagem destes novos veículos está relacionada com o maior controlo das operações, ao nível da eficiência no consumo de combustível.

No entanto, apenas se sentirão melhorias significativas nos veículos desenhados para circular em autoestradas e, muito provavelmente, em zonas reservadas para a circulação de transportes não tripulados.

Ou seja, vai demorar mas vai acontecer.

Autónomo?! E o camionista?

Andersen não acredita que o camionista perca a sua utilidade, não sendo, portanto, uma espécie em vias de extinção. Isto porque o fator humano é determinante na fase de distribuição, no que respeita, particularmente, à carga e descarga de mercadorias e também no controlo do veículo em cenários urbanos.

A este respeito, o responsável máximo da DSV A/S considera que “Camiões completamente autónomos a assegurar a distribuição no centro de cidades como Paris, Londres ou Copenhaga, será um cenário impossível nos próximos anos”.

Fonte: Sputnik Mundo (adaptado)

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo. 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Tecnologia e Inovações

Leave A Reply