França aperta o cerco ao descanso em andamento

1

Desde o início do mês, que as autoridades francesas estão a apertar o cerco na fiscalização dos tempos de condução dos motoristas de pesados, multando aqueles que não realizem os 45 minutos de pausa para descanso com o veículo imobilizado, após as 4h30 de condução.

Esta medida penaliza sobretudo os casos de condução dupla e resulta de uma nova interpretação do Regulamento comunitário 165/2014 sobre a utilização do tacógrafo.

Os tempos de descanso só serão considerados válidos, caso sejam registados em “cama” e não em disponibilidade “quadrado”. Acontece que nos casos em que o transporte é realizado por dois motoristas, quando o primeiro cumpre as 4h30 de condução ininterrupta e passa o volante ao segundo, começa a cumprir o tempo de descanso mas o veículo continua a circular.

A Antram alerta no seu site, para o facto de as multas poderem ser bastante elevadas, dando mesmo o exemplo de uma transportadora ter recebido uma coima a rondar os 17 mil euros.

Já a associação dos transportadores de Guipuzkoa aconselha os motoristas que circulem como “acompanhantes” depois de terem conduzido as 4h30 legais, a realizarem a pausa de 45 minutos com o veículo imobilizado imediatamente antes de retomarem a condução.

Fonte: Transportes & Negócios

Simplifique a gestão do tacógrafo digital do seu camião com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Legislação e Concursos

Leave A Reply