Camião MAN TGS de Elisabete Jacinto recebe alterações para incrementar competitividade

0

Elisabete Jacinto e o seu camião MAN TGS somam inovações e seguem. A equipa da piloto natural do Montijo introduziu recentemente algumas alterações no seu pesado de competição, por forma fortalece-lo face à concorrência. O primeiro teste às novidades deste camião cada vez mais personalizado e “feroz” ocorreu no passado fim de semana, na Brigada Mecanizada em Santa Margarida, mas a verdadeira prova de fogo será o Rali de Marrocos.

A piloto Elisabete Jacinto.Elisabete Jacinto continua a apostar na evolução do seu MAN TGS por forma a torná-lo ainda mais competitivo e, desta forma, tentar fazer frente aos fortes adversários que vão alinhar, juntamente com a equipa OLEOBAN®, nas próximas competições do calendário do todo-o-terreno.

A equipa procedeu à instalação de uma nova cabine, com o arco de segurança consolidado com esta, o que obrigou a uma grande alteração no equipamento existente no interior da mesma.

Vista do lugar ocupado pela piloto no seu MAN TGS.Neste sentido, o tablier original foi substituído por fibra de carbono desenhada pela própria equipa tendo por base as suas necessidades.

A coluna de direção original foi substituída por uma de direção de competição o que permitiu uma maior precisão de condução por parte da piloto em pistas muito sinuosas.

Esta coluna é complementada pela instalação de um amortecedor de direção para o qual foi concebida uma nova estrutura de suporte, uma vez que as anteriores tentativas não foram eficazes.

Equipou-se ainda o MAN TGS com novos amortecedores de chassi e de cabine tendo sido desenhada e construída uma nova estrutura para os amortecedores de cabine.

Pormenor do camião MAN TGS.“Para competir em camião não basta saber conduzir.

Exige que seja a equipa a desenvolver todos os aspetos técnicos!

Foi um grande desafio levar a cabo todas estas alterações e confesso que deram muitas dores de cabeça.

Contudo, não deixa de ser gratificante perceber que o MAN tem um cunho cada vez mais pessoal e que o conseguimos tornar mais competitivo. 

É claro que agora falta testar para ter a certeza de que tudo está a funcionar bem…

Mas, vai ser no Rali de Marrocos, onde o desgaste vai ser maior, que vamos ter a certeza de que o trabalho ficou bem feito”, explica Elisabete Jacinto.

Fonte: elisabetejacinto.com

Finte as multas do tacógrafo digital com a solução o mantém alerta e permite a descarga remota dos dados.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply