Aquisição da TNT pela FedEx entra na segunda fase de análise na Comissão Europeia

0

A operação de aquisição da TNT por parte da norte-americana FedEx entrou recentemente na segunda fase de análise na Comissão Europeia. A transação terá o valor de 4,4 mil milhões de euros, sendo expectativa das duas empresas envolvidas que fique concluída no primeiro semestre do próximo ano. Com esta aquisição a FedEx garante não só a entrada no mercado europeu, mas também uma posição confortável como segundo maior agente desse mercado, apenas ultrapassada pela líder DHL.

A TNT revelou esta segunda-feira (3 de agosto) que já tomou conhecimento da decisão da Comissão Europeia de iniciar a segunda fase da análise da proposta da aquisição da TNT pela FedEx.

A Fase II da análise é parte integrante do processo regular de investigação da Comissão Europeia e deverá culminar numa autorização para que a norte-americana FedEx possa adquirir a holandesa TNT por um valor de cerca de 4,4 mil milhões de euros.

Tal como indicado em abril deste ano, as empresas esperam que a operação esteja concluída na primeira metade de 2016. Em comunicado, a TNT refere que “aguarda com expectativa o sucesso da aquisição” e explica que irá “continuar a cooperar com a FedEx e a Comissão Europeia com vista a um desfecho positivo.”

Uma vez concluída, a transação pretende “proporcionar aos clientes o acesso a uma rede global integrada, consideravelmente melhorada, combinando as fortes capacidades europeias da TNT com a força da FedEx em outras regiões no mundo, incluindo América do Norte e Ásia. Os clientes da TNT irão também beneficiar do acesso ao portfólio de soluções FedEx, incluindo global air express, freight forwarding, contratos logísticos e as capacidades de transporte de superfície”, refere a TNT.

Recentemente, as empresas explicaram que o processo de aquisição da TNT pela FedEx tem como objetivo a expansão do negócio da norte-americana no mercado europeu. A concretizar-se, a operação permitirá que a FedEx tenha acesso à rede de distribuição da TNT na Europa. Para a TNT, o benefício será o acesso à rede global da empresa sedeada nos EUA.

De acordo com a imprensa internacional, esta compra significará também que a FedEx passará a estar na segunda posição no mercado europeu, logo a seguir à DHL, que possui 19% de quota de mercado na Europa.

Por: Ana Rita Costa | Fonte: Logística & Transportes Hoje

Esteja sempre a par dos dados dos tacógrafos digitais da sua frota de camiões com o Inotacógrafo.

Share.
Saiba mais sobre:   Negócios e Empresas

Leave A Reply